alimentação
Leave a comment

Cansou do arroz e feijão de todo dia? Varie essa marmita!

Mix de Grãos Marmiteira

Arroz e feijão. Não me importa se o feijão veio por cima ou por baixo. Se o arroz foi colocado no centro, enquanto o feijão ficou na  margem do prato. Se vieram os dois numa maravilhosa mistura à la viradon de meu Deus…o caso é que…ETA combinação boua, amigos!

Awesome!

Tendo arroz e feijão, eu tô é feliz e grata. Mas há quem diga que a combinação uma hora enjoa (como pode, gente?). Não é à toa que virou até expressão: “ai, miga, sabe aquele namoro que já deu, que tá no mesmo arroz-feijão de todo dia?”.

Bom, pensando na sofrência de quem está cansado deste marasmo, eu consultei minha querida nutri Raquel Labonia, da WellMove, para pedir dicas de combinações nutricionais tão ricas quanto essa famosa dupla. 

Defendo a variação de nutrientes na marmita, temos tantas opções gostosas e nutritivas disponíveis, não é verdade? Não tem desculpa para se alimentar mal, não.

E hoje este post está tão chiquetoso que tem até infográfico para demonstrar isso que acabo de dizer. Dá uma olhada, confira as suas preferências e turbine sua marmita!

Info Mix de Grãos Marmiteira

Vamos falar de arroz e feijão só mais um cadinho?!?

Como eu sou uma huge fan de uma marmita toda trabalhada no #arrozfeijão,  não poderia encerrar este post sem falar dos benefícios dessa bela combinação que é a cara do Brasil. Fala, Raquel!

QUERIDINHA DA NUTRI Arroz + Feijão = combinação brasileiríssima queridinha da nutri

“A junção dos aminoácidos (que são as subpartes das proteínas) do arroz mais os aminoácidos do feijão formam uma combinação riquíssima, bem semelhante à proteína animal. Além disso, essa misturinha delícia tem baixo índice glicêmico, ou seja, é absorvido de forma bem lenta pelo nosso organismo, evitando picos de açúcar no sangue e nos dando mais saciedade. Se o arroz for integral então, aí é sucesso: mais fibras, vitaminas e minerais. Não acredite em tudo o que você lê por aí, o nosso amado arroz e feijão não engorda e não faz mal!”.

Resumindo: aquele arroz e feijão de todo dia tem seu valor e é por isso que é consumido nos quatro cantos do País. Aqui em casa é sucesso. 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.