alimentação
comments 6

Macarrão sem glúten vale a pena? Compare as calorias e descubra

Eu sou do tipo que adora ficar fuçando em gôndola de mercado para descobrir coisas novas. E foi em uma dessas minhas incursões que me deparei com o tal de um penne sem glúten, feito com milho.

Só a expressão “sem glúten” já causa um efeito mágico, como se a gente fosse comer e não engordar nunca. Afinal, toda vez que alguma famosa abre a boca para falar que aboliu alguma coisa da dieta, a vontade de imitar é grande.

Mas basta se informar um pouco para entender que não existe fórmula mágica e que o método das nossas avós – comer comida de verdade – ainda é o mais eficaz para manter a saúde em dia e, consequentemente, as medidas em ordem.

Já conversei com especialistas para uma matéria sobre este tema, no auge da ‘modinha’ da dieta sem glúten. Eles me disseram que, se não há restrição sobre esta proteína (que é  o caso dos celíacos), não há necessidade da exclusão total.

Mas ainda assim eu quis comparar o valor calórico de uma versão normal de macarrão e uma sem glúten, depois da minha nova descoberta no supermerecado.

Quem calculou as calorias da receita abaixo foi Fernanda Corrêa, docente do curso de Nutrição da Universidade Anhembi Morumbi. Ela me disse que a porção individual do prato que eu fiz tem 346 calorias. Se a massa fosse na versão tradicional, seriam 338 calorias – isso mesmo, amigos, 8 calorias a menos.

Ela reforça que o glúten não é ruim para a dieta, e que não há necessidade de excluí-lo se a pessoa não for celíaca. Então é isso: o glúten de fato causa inchaço, mas, tirando isso, não é o grande vilão da dieta segundo os especialistas ouvidos.

Confesso que a massa sem glúten tem um sabor diferente. Além disso, achei um pouco mais durinha. Mas como está para nascer algo no mundo dos alimentos que eu não goste, tirei bom proveito dessa marmita. Fica aí a dica para quem quer variar um pouco a composição das massas.

Macarrão sem glúten com escarola, tomate e queijo

Ingredientes
250 g de macarrão de milho, do tipo penne, sem gluten
1/2 maço de escalola
2 tomates
4 dentes de alho
Um fio de azeite
Sal e pimenta a gosto
Muçarela em pedacinhos (com moderação)

Modo de preparo
Cozinhe o macarrão. Quando estiver quase no ponto, acrescente a escarola só para dar um “susto”. Escorra. Em paralelo, retire a pele dos tomates; corte a muçarela em cubinhos e o alho em lâminas finas. Refogue o alho no azeite, acrescente o penne com a escarola, o tomate e, por fim, o queijo, já com a panela desligada. A receita está pronta para ser servida.

 

6 Comments

  1. E eu aqui me achando, trouxe macarrão sem glúten rsrs! Informação é tudo… Bom e bastante útil o que encontrei pro aqui.

  2. Eu comprei pra experimentar…não gostei muito, tbm é mais duro.
    E com essa informação, vou economizar mais no macarrão agora

  3. LEIDIANE CRISTINA MACHADOs says

    Aquí só comemos sem gluten, meu marido e filho são intolerantes, então nos readaptamos e depois de acostumar Acho bem gostoso, tem de todas as formas, tem de ervilha, de lentilha, de verduras, de milho, de arroz, quando se entra nesse mundo desconté tanta coisa…

  4. debora fagundes says

    Comprei um sem glúten de arroz, amei as informações daqui.. vou fazer pra ver se é bom!

    • Êba! é sempre bom a gente testar coisas novas na alimentação, né? eu acho que o corpo precisa sempre de novos estímulos. 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.