All posts tagged: menos processados

Molho de beterraba com hortelã e ricota

Molho de beterraba com hortelã e ricota: um erro que deu certo

Não tenho criança em casa mas acho que a molecada ia se amarrar nesse molho aqui, de cor PINK. Radical, não? A ideia era fazer um patê de beterraba com ricota, mas coloquei água a mais e deu nisso. E num é que ficou bom, Brazel? Como venho falando por aqui, é errando que a gente vai fazendo descobertas na cozinha. E aqui nada se desperdiça, tudo se reinventa. Para quem não é muito fã da beterraba, aviso que a ricota e o hortelã dão uma suavizada no sabor. Gostei da textura também, que fica cremosa mas ao mesmo tempo granulada, uma coisa meio bolonhesa. E o tanto que é prática essa receita? Não tem por que comprar molho de latinha se a gente pode comer comida de verdade. 🙂 Molho de beterraba com hortelã e ricota Ingredientes 1 beterraba (com casca e tudo! Só lavar bem!) 100 g de ricota Folhas de hortelã a gosto Um fio de azeite Sal e pimenta moída na hora a gosto 2 xícaras da água do cozimento da beterraba …

Molho com casca de berinjela - Sem desperdício!

Faça um delicioso molho de tomate com casca de berinjela

Com esse frio qualquer prato que leve a palavra “molho” já ganha o nosso respeito: com os termômetros lá embaixo, tudo o que buscamos na hora do almoço ou jantar é comer uma comidinha quente e reconfortante. E, como promessa é dívida, hoje estou aqui para trazer a receita que prometi no meu último texto: o molho de tomate com casca de berinjela! Sim, queridos, negócio de jogar casca fora não tá com nada! Eu aprendi esta receita em um curso de Aproveitamento Integral de Alimentos do Senac. Como sempre, fiz #domeujeitinho, mas, para a minha professora não puxar minha orelha, vou colocar aqui do jeitinho que está na apostila, que inclusive sugere que ele seja servido com espaguete. Espaguete ao molho de casca de berinjela Ingredientes 500 g de espaguete número 8 2 dentes de alho picado 3 colheres (sopa) de óleo 2 copos americanos (aproximadamente 3 unidades de berinjela) de cascas de berinjela cortadas em tiras de mais ou menos 1 cm de largura 250 ml de água 2 ramos de manjericão fresco …

Quibe de berinjela delicioso e saudável!

Quibe de berinjela: opção leve e gostosa para o fim de semana

Você passa a semana inteira se controlando para não fugir da dieta. Chega o fim de semana você quer o que, o que? Enjacar, não é verdade, Brasil? Mas eu sempre falo que até para enjacar tem como manter certa dignidade. O que eu costumo fazer para não cometer muitos excessos (só alguns), é tentar incluir algumas opções mais saudáveis mesmo na sexta, sábado e domingo, que tradicionalmente são dias em que temos mais eventos sociais, vemos a família, temos mais tempo para ficar em casa, etc.  Minha dica de hoje é para uma sexta-feira sem carne, sem muita gordura, mas com muito sabor! É um quibe de berijela muito saboroso. Eu sou apaixonada pela cozinha árabe, e particularmente acho que ela é cheia de opções saudáveis: coalhada seca, hommus, babaganoush, tabule e quibe são apenas algumas delas. Para esta receita, eu usei apenas a polpa da berinjela, mas não dispensei a casca: guardei para fazer um molho delicioso que vou ensinar no próximo post dedicado à #cozinhasemdesperdício! Aguardem, amiguinhos! Ah! E tenho um recadinho …

Estrogonofe com biomassa de banana verde

Biomassa de banana verde: fiz, testei e aprovei

Eu já cheguei à conclusão que um dos maiores inimigos da alimentação saudável é os nomes que damos para as coisas, querendo dizer que elas são outras coisas. Complicado, né? Explico. Quando você nomeia um prato como “estrogonofe”, por exemplo. O seu cérebro já tem um registro do que significa isso e já espera: a textura do creme de leite, a picância da mostarda junto à doçura do catchup. Se bobear ele já até espera o “crec crec” da batata palha junto com tudo isso. Pois esses dias eu resolvi testar a tal da biomassa de banana. A primeira receita que fiz com ela foi o que? O que? Estrogonofe, amigos! Meu marido, cobaia de todas as horas, olhou com certa desconfiança para o prato. De fato, ele não ficou assim, com gosto/cara de estrogonofe. Mas em minha própria defesa e na da biomassa, justifico: como eu tento não exagerar em ingredientes industrializados nas minhas receitas, coloquei pouco catchup e mostarda. Além disso, o caldo ficou mais para o pastoso do que para o líquido, …

Sem tempo pra fazer suco natural? Chega de desculpinha, Brasil

Eu não entendo muito bem quando a pessoa fala que não tem tempo pra fazer um suco natural e prefere se render às caixinhas industrializadas carregadas de açúcar e com quase nada de fruta. Ok, suco de laranja dá trabalho, ficar lá espremendo…espremendo…mas gente, suco de maracujá? Abre o bichinho, bate com água e depois coa pra sair as sementes. Melancia? Mesmo processo (se acrescentar gengibre então fica mais maravilhoso ainda). Suco de limão. Fácil também ✓. De morango ✓. Acerola ✓. Abacaxi…Ok, descascar o abacaxi não é das tarefas mais fáceis do mundo, não é a toa que a expressão é usada para designar, segundo o Aurélio, “problema, bucha, pepino, deu ruim, tô lascado”. Mas o sacrifício compensa, não? São dez minutos de tarefa para vários de muito prazer. E quando se junta duas frutas então? Aí fica maravilindo! Minha dica de hoje é um suco de maracujá com banana, amarelinho, cheio de sabor e muito refrescante. Suco de maracujá com banana Ingredientes 1 maracujá 2 bananas (usei congeladas que eu tinha no freezer) …

Cenoura assada com mel e alecrim: delícia fica pronta em 20 minutos

Recentemente eu fiz um curso muito interessante de Aproveitamento Integral de Alimentos. Nele, eu comprovei algo que já desconfiava: a gente realmente joga muita comida fora à toa. Por exemplo, talos, cascas e folhas que, por hábito, não temos costume de comer, mas que na maioria das vezes estão carregados de vitaminas. Pretendo dar muitas dicas e receitas neste sentido para incentivar as pessoas a desperdiçarem menos na hora de cozinhar.  Hoje vou falar dessa receitinha maravilhosa de cenoura, que foi pro forno com casca e tudo! #semdesperdício é um lema que eu tento seguir à risca. Além de ser prática e muito saborosa, deixa a casa com um cheiro maravilhoso. Usei alecrim fresco – comprei uma mudinha na feira e tenho que aproveitar enquanto ele está sobrevivendo! (não sou muito boa com plantas, essa é uma frustração que pretendo resolver, talvez num curso de jardinagem, talvez na terapia, rs). O legal dessa receita também é que ela é um jeito diferente de comer a cenoura. Geralmente estamos habituados a servi-la crua, na salada, ou cozida junto …

Que tal um pão integral de mandioquinha quentinho?

Fim de semana acabou e você está focado em alface, filé de frango grelhado e suco de couve. Mas no fundo, eu sei que você só pensa nisso aqui. Te entendo. E olha, eu particularmente acho que ficar sem pão é uma tortura muito grande, por isso, vivo em busca de novas receitas para pelo menos comer pães mais nutritivos e fugir dos industrializados. Para hoje, escolhi uma receita cuja estrela é a…mandioquinha! Além de ser boa em forma de purê, refogada, assada como chips e em forma de sopinha, esta danada também pode brilhar na receita do pão caseiro. Este aqui foi bem fácil de fazer e ficou bem fofinho. Isso sem falar no cheiro que fica na casa! Só cuidado para não comer ele inteiro na hora que sai do forno – é uma tarefa difícil – porque o problema na maioria das vezes está na quantidade que comemos. Pão integral de mandioquinha Ingredientes 1 xícara de mandioquinha cozida e amassada 1 xícara de água (do cozimento da mandioquinha) 1 e 1/2 xícara de farinha integral 1 …

‘Regras da Comida’: parece complexo, mas na real não tem muito segredo

A nutrição está na moda – você tem dúvida? Pra mim, isso é motivo de comemoração: acho que a alimentação é algo tão importante e primitivo nas nossas vidas que, quanto mais se discutir, conhecer e evoluir, melhor. Mas o que eu tenho notado é que tudo é muito extremo nessa área: existem os obcecados por calorias, os zero-glúten-zero-lactose, os Wheys-Proteins frango com batata doce, os que demonizam a gordura ou o açúcar. Claro que as restrições existem e quanto a isso não há discussão. Mas para quem não tem nenhum tipo de intolerância e precisa se alimentar bem, como fica? No meio deste mar de informação, a gente fica perdido. Afinal, o ovo faz bem ou faz mal pra saúde? E o glúten, preciso tirar mesmo? Chocolate: qual é a dose diária “permitida? E o que dizer do pãozinho branco, este pequeno demoniozinho que fica nos atentando? Felizmente, muitos profissionais têm se dedicado a desmistificar algumas coisas impostas pela indústria da alimentação e simplificar o óbvio para nós, mortais – para comer bem, basicamente é só …

Maionese de abacate: na salada, no lanche e no pote!

Peraí, deixa eu ver se entendi. Não fui eu que critiquei os “brigadeiros de  whey” (por não serem brigadeiros de verdade), ou as coxinhas de batata doce, (por passarem longe de autênticas coxinhas), nesse post aqui? E agora me venho com essa sa-fa-de-za de “maionese” de abacate?“Nionde” que isso é maionese? Ai, que contraditória essa Marmiteira, gente. Caaaalma! Deixa eu esclarecer. Esta receita de fato tem textura de maionese, pode ser substituída por maionese em várias preparações (até mesmo em sandubas). Mas não é maionese! Então porque raios chamei a receita assim? Porque se eu colocasse “creminho”, “pastinha” ou “mingauzinho” ou o raio que o parta de abacate, você não ia clicar. Mas já um título com a palavra “maionese”….que magnetismo, que carisma, amigos! Objetivo atingido: você chegou até aqui. Agora vou falar sobre as maravilhas dessa receita que me deixa com água na boca só de pensar. Ela saiu do livro Hoje é Dia de Feira, de André Boccato, publicado pela editora Senac. Maionese de abacate Ingredientes 1 abacate médio maduro 1 dente de …

Tudo caseiro: delicie-se com doce de maçã no iogurte grego

Você quer comer um doce, mas não quer nada muito engordativo. Então vai até o supermercado e fica felizão ao perceber que boa parte das empresas têm se dedicado a fazer coisas com frutas: “uau, iogurte com fruta, 100% natural, é esse!” Mas se perder 10 segundos lendo o rótulo, vai ver que de natural mesmo ali tem pouca coisa. (pior ainda são as versões para criança, é de chorar). Minha dica, de novo (já estou me tornando repetitiva), é tentar diminuir o consumo dos industrializados e apostar nas suas próprias receitas. Quase sempre é possível deixar menos engordativo um prato; eu sou viciada em ficar pensando em “versões” mais leves das coisas gostosas que como por aí. Foi inspirada em uma torta de maçã que pensei neste “snack” para comer entre o café da manhã e a marmita do almoço.  Fiz um doce bem simples e leve de maçã para dar aquele sabor especial ao iogurte – tudo caseiríssimo. O iogurte eu já ensinei como faz neste post aqui.  Para fazer o grego, é …